Semana do consumidor dicas para lojistas

13 Março 2019
soulog - Semana do consumidor dicas para lojistas

Em Março de 1962, o presidente John Kennedy oficializava o dia do Consumidor para reconhecimento e valorizando e, mais tarde, a Organização das Nações Unidas (ONU) firmou a data 15 de Março como o Dia do Consumidor. Em 2014, a data foi lançada no Brasil, pela Buscapé Company, que impulsionou uma grande liquidação, premiando os consumidores brasileiros com as mais diversas promoções.

A procura por esse dia no site Google cresceu em 113% e as vendas no Dia do Consumidor tendem a crescer em 18% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a Ebit/Nielsen, o Dia do Consumidor só perde para a Black Friday (que ocorre na última sexta-feira do mês de Novembro), contribuindo para um equilíbrio semestral e incitando o desenvolvimento no e-commerce. Mesmo assim, as vendas neste dia devem gerar, aproximadamente, o faturamento de $258 milhões no e-commerce em 2019, previsto o número de pedidos saindo da casa de 521.322 mil para 536.382 mil, correlato a 2,9%. “É uma época que está crescendo e se consolidando no calendário anual do varejo. A cada ano, expande o número de lojistas participantes e de ofertas. Isso chama a atenção do consumidor, uma vez que ele ganha outra oportunidade de comprar mais pagando menos. E, do outro lado, o lojista consegue alavancar as vendas em um mês que anteriormente era frio.”, explica Ana Szasz, head da Ebit/Nielsen.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, que completa 30 anos em 2020, o advogado Wagner Lai, coordenador da Comissão de Direito do Consumidor da OAB-Londrina, a lei tornou-se abrangente e princípio lógica, ou seja, mesmo não havendo uma previsão específica para quaisquer situações que estejam a par das relações de consumo, é munido dos princípios que consolidam o Direito do Consumidor, proporcionando ao operador do Direito os meios para a defesa do consumidor: "É importante que as pessoas, cientes de seus direitos, o exerçam, pois a lei, quanto mais aplicada, mais se fortalece.”, afirma Lai.

A valorização de datas como Dia do Consumidor será um fator importantíssimo para o processo de desenvolvimento de ações no e-commerce neste ano. As categorias que têm presença maior no mercado (tanto em campanhas quanto para os consumidores) são: Eletrônicos, Eletrodomésticos, Moda e Acessórios em Geral, Casa e Decoração, Cosméticos e Perfumaria. Em seguida, as categorias de Alimentos e Bebidas, Pet Shop, Papelaria e Turismo, que possuem seu espaço tanto no mercado quanto para faturar mais nesse dia.

Lojista, se atente às informações do seu e-commerce e dos produtos que estiverem disponíveis para as vendas com desconto. Aqui vai 5 dicas para que você entenda melhor de como o consumidor se relaciona com as compras online:

1ª) Segurança

De acordo com a pesquisa realizada pela Conversion elaborada para o Consumidor Digital 2017, 78% dos consumidores consideram seguro comprar online, onde 30,13% dos consumidores se sentem totalmente seguros com o meio de compra e apenas 1,58% não se sentem seguros com a compra online. Para 82%, conhecer a loja é o dá mais credibilidade e confiança em realizar a compra online.

2ª) Fraude

Segundo a pesquisa, 59,4% dos consumidores declararam ter receio dos seus dados pessoais e do seu cartão de crédito serem usados de maneira indevida, e 47,35% têm medo de suas compras não serem entregues.

3ª) Etapas de Compra

Em média, 39% dos usuários sinalizaram que a demora nas etapas para a finalização da compra, podem fazer com que eles desistam da compra, mesmo com a decisão de compra do produto.

4ª) Motivação: Frete Grátis

A pesquisa apontou que 84% dos consumidores realizariam mais compras se o frete fosse gratuito. Cuidado: se oferecer frete grátis para quaisquer vendas pode lhe custar um caixa de fim do mês no vermelho. Uma boa tática é limitar o frete grátis para as regiões próximas do local de origem do produto ou o valor mínimo para compras.

5ª) Táticas para vender mais

80% dos consumidores digitais, valorizam muito boas fotos, ficha técnica do produto, vídeos demonstrativos, selos de segurança e garantia, explicativos sobre diferencial e benefícios, depoimentos de outros consumidores que compraram aquele produto e entre outros.

Essas dicas são para que você consiga crescer com o seu e-commerce, sem deixar a desejar ao consumidor, esse que sempre está em busca de novas lojas online, buscando o melhor preço, qualidade, comodidade e satisfação.

Boas compras!
Isabel Colins